Nailê Rabelo Atelier

aquarelas|sketches|textos|eventos

Jundiaí - São Paulo - Brasil

11 2434 1922   /    11 9 5302 0252 

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest

© 2019 por Nailê

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest

Velha Conhecida

Atualizado: 27 de Dez de 2018


Esses dias conheci uma pessoa

Na verdade a gente já se conhecia

Há anos

Uma vida...

Praticamente

Francamente

Eu não conhecia nada

Ou uma parte, sei lá...

Já tínhamos ficado íntimas

Mais próximas

Umas duas vezes eu acho

Em Paris, óbvio

E Madrid

Mas faz tempo...

Eu esgueirava

Espiava

Beirava, na beira

Bebia daquela água

Mas partia

Um pouco depois,

Um pouco melhor, é verdade

Mas, não chegava lá...

Eu ficava muito presa

Era

Uma presa

Fugitiva

Do passado

Era uma aspiradora

Máquina

Mecânica

Quase automática

Realizadora

Mas não do que me importava

Mirada

Na miragem

Do futuro

Esperava as noites

Pra poder dormir

E sonhar...

Ahhh eu sonho

Eu gosto

Muito

Ops, mudei de assunto

Voltando...

Eu sempre pensava

Quem era essa tal

Que todo dia me fazia refém?

Danada

Me perdia

Arrependia

Pendia

Partia

Um pé

Eu queria pular

Massss eu tinha medo de altura

Tonta...

Até que falei

Ahhh...

Comecei a reparar na vista

Parar

Uh que avistada

Respirar

Fui avisada

Uh que paz

Amei tudo

As lembranças

As “cria(nças)”

Reparei que

Dessa vez

Quando ouvi em sino

Durante a música

Decidi banhar-me na água

Da minha sina

E Falei:

Pro altoooo

Saltei

Renasci

Reconheci

A(s) dona da coleira

A(s) bola de ferro

A(s) minha carcereira

Agora somos duas

De novo

Velhas

Íntimas

Grandes

Doces

Bravas

Fortes

Amigas

Dançando

Nadando acima da nuvem escura

Juntas

Buscando o meio

Haaaaaaa sorriiiiii(mos)

Pra nós

Pra vida

Livres

Da dureza

De ser livre

Na beleza

De sermos

Só livres

Libertas

Amores

Liberté e Nailé!

 textos...