Nailê Rabelo Atelier

aquarelas|sketches|textos|eventos

Jundiaí - São Paulo - Brasil

11 2434 1922   /    11 9 5302 0252 

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest

© 2019 por Nailê

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest

Souris

Atualizado: 27 de Dez de 2018


Ah que vida...!

Que decepção,

Três semanas depois...

Dessa paixão tórrida

Secreta

Escondido

Você me via

Eu nem sabia

Minhas coisas largadas

Abertas

Sobre os balcões...

Minhas migalhas...

Meus restos...

Você buscava...

Paixão tórrida

Obscura

Você via tudo à noite

Escuro

Vinha pra casa eu nem sabia

Olhava minha bagunça?

A minha cama...?

Nossa casa...

Mon Dieu!

Eu te ouvia?

Que coisa!

Sou do mato, mas você

Animal lindo selvagem

Nem tão selvagem,

Você e aquele seu amigo que coaxa

Aí Deus!

Vocês...

Sou do mato mas não vi seus sinais...

Você deixou mensagem?

Você me via dormir...?

Procurava meu gás carbônico?

Aí Deus

Ça m'énerve

No entanto,

Na noite de adeus

Vi você entrar

Se esgueirar

Courrir

Não bateu na porta,

Não me chamou,

Não precisava...

Chez toi!

Você sabia o caminho

Soube assim que te vi.

Essa noite dormi de conchinha?

Je peur!!!!

Aí Deus!

Mas hoje...

Descobri...

Que meu companheiro de quarto

Ao menos era Francês

Ah oui!?

Mon Amour?

Era um RATO!

Aiiiii Deus....

 textos...