Nailê Rabelo Atelier

aquarelas|sketches|textos|eventos

Jundiaí - São Paulo - Brasil

11 2434 1922   /    11 9 5302 0252 

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest

© 2019 por Nailê

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest

Doce Inglês à Brasileira

Atualizado: 27 de Dez de 2018


Apenas uma “outrem” história... Da sorte que tenho de permitir me colorirem...

Mas finalmente tem instrução

Assim eu brinco de história milagre divertida!

Quem diz:

Ele - eu; não

Eu - estou no passado; sim

O que conto,ler todos juntos

O que dou, ler todos juntos

Começou? - eu, já sim! - eu :)

.

Eu vi você desenhar

Sorriso doce inglês

Eu posso me aproximar?

Agora asSim, normal...

Tentei voltar, mas meditava

Sorri, sorriso grande brasileiro

Esta ponte não era fechada

Eu podia caminhar por ali

Eu acho engraçado como as coisas mudam...

Começou assim,

Era um conselho de “outrem” lugar

Reconheci, porque caminhei por ali ontem

Ouvi o não,

Era a danada da castração

Olhei seu olhos, atrás das lentes

Eram não, tristes azuis...

Não ia bem...

Só esperei...

“Agora não posso mais...”

Sabe, você pode recomeçar sim

É como se começasse a aprender agora, é sim!

Não limita

Faíscou por um segundo?

Sim, apenas reflexos verdes de sol

Ali não, era cinza nevoeiro...

“Eu não me sinto bem comigo mesmo agora...”

Não é preciso tremer pra saber

Basta ser,

Deixar que cuidEM...

Reconheci

No meu passado

Seu presente

Eu gosto dos seus traços

Não eram os traços

Eram as mãos...

Que tal tentar, sim?

De novo, não

Depois te procurei,

Eu voltei

Queria te contar

Que

Queria te dar

O meu hoje

De presente

.

Ele “não”.

É sim,

Meu presente

.

Reconheci

Castração

Foi o Não...

Queria te contar

Como colher as pedras

Velho caminho conhecido

Ele sim!

Queria te contar

Você tem que escolher

Como colher

Queria te dar

Meu hoje de presente

Fragmentos são preciosos...

Queria te contar

Você só tem que esperar abrir o Sol,

Queria te dar

Meu hoje de presente

Os encontre,

Recolha,

Queria te contar

É só lavar na chuva...

Queria te dar

Meu hoje de presente

Acolha, são você também

Queria, por isso te digo em cOração

Espere secar

Vai curar...

Queria te dar

Versos meus

Meu hoje de presente

E te contar...

São seus

Minha homenagem silenciosa a você

O resto, o fundo e o lápis, segredo, é sim!

Nem sua, não mais minha, da nossa história!

Meu Querido Estranho,

Novo Amigo,

É sim!

Acho que era um anjo

Só pra me lembrar de

Um doce inglês à brasileira...

 textos...